Menu
Orçamento

Termoresistência PT100 Salcas

Termoresistência PT100 Salcas

  • Marca Salcas
  • Modelo: Termoresistência TR314
Visualizações: 1229

   Documentos do Termorresistências PT100

  • Termorresistências PT100
  • Imagens Meramente Ilustrativas
    Saiba mais sobre o instrumento acessando nosso catálogo técnico.
    A Salcas se reserva no direito de alterar as informações contidas no site e nos catálogos técnicos dos produtos
    Somos Fabricantes de Termopares, Termoresistências PT100 e Sensores de Temperatura

    Termoresistências ou Termômetros de Resistência são sensores de alta precisão e excelente repetibilidade de leitura.

    O funcionamento da termoresistência TR314 se baseia na variação da resistência ôhmica em função da temperatura. Seu elemento sensor na maioria das vezes é feito de platina com o mais alto grau de pureza e encapsulado em bulbos de cerâmica ou vidro. A faixa de medição padrão da termoresistência parte de -200 a 650ºC.

    As Termoresistências por apresentarem excelentes características, se tornaram um dos sensores de medição de temperatura mais utilizados nos processos industriais. Devido as características das termoresistências são muito utilizados em setores como: laboratórios, farmacêutica, petroquímica, alimentícia e outros...

    Vantagens da Termoresistência em Relação ao Termopar:

    1. As termoresistências possuem maior precisão dentro das faixa de utilização do que outros tipos de sensores;
    2. Têm características de estabilidade e repetibilidade melhores do que os termopares;
    3. Com ligação adequada, não existe limitação para distância de operação;
    4. A termoresistência dispensa o uso de fios e cabos de extensão e compensação para ligação, sendo necessário somente fios de cobre comuns.
    5. Se adequadamente protegido (poços e tubos de proteção), permite a utilização em qualquer ambiente.
    6. Menos influência por ruídos elétricos.

    A Termoresistência é totalmente customizável de acordo com a necessidade do cliente.

    Opções de customização da termoresistência:

    • Sensor termoresistência: PT100, PT1000, NI100, NI120, CU10 e CU25
    • Classe: A, B, 1 DIN, 1/5 DIN e 1/10 DIN
    • Tipo de Bulbo: Filme Cerâmico e Vidro
    • Tipo de ligação: 2 fios, 3 fios, 4 fios e 6 fios
    • Diâmetro da Bainha: 3,0 mm, 4,7mm, 6,0mm e 8,0mm
    • Material da Bainha: Inox 304 e Inox 316
    • Pote de adaptação: Sem pote, pote liso sem tampa e pote rosqueável
    • Material do pote: Inox 303, Inox 304, Inox 316 e Latão
    • Tipo de conexão ao processo: Sem conexão, bucim ajustável, bucim reajustável, rosca fixa e pote sextavado com rosca dupla ao cabeçote e processo
    • Conexão ao processo: Sem rosca, 1/2"BSP, 1/4"BSP, 1/8"BSP, 3/4"BSP, 3/8"BSP, 1/2"NPT, 1/4"NPT, 1/8"NPT, 3/4"NPT e 3/8"NPT
    • Material da Conexão: Inox 303, Inox 304, Inox 316 e Latão
    • Dimensão "U"
    • Isolação do Rabicho "L": PVC/PVC, Silicone/Silicone, Teflon/Teflon, Fibra/Fibra com trança cobre estanhado, Fibra/Fibra com trança aço inox e Fibra/Fibra
    • Comprimento do rabicho
    • Terminal de Ligação: Sem terminal, Conector macho, Conector Fêmea, Miniconector Macho, Miniconector Fêmea, Terminal Agulha, Terminal Olhal, Terminal Forquilha e Miniconector Fêmea

    Certificado de Calibração da termoresistência

    A Salcas é fabricante de Sensores de Temperatura desde 1988 para as mais diversas indústrias. Desenvolvemos sob medida diversos tipos de Sensores, como: Termopares (Termopares Minerais, Termopares Convencionais, Termopares Tipo K, Termopares Tipo J, dentre outros), Termorresistências, PT100, Sondas Termopares, Sensores Termoresistivos.

    Fabricamos os sensores de Temperatura para todo o Brasil: São Paulo (Campinas, Piracicaba, Jundiaí, Cajamar, Barueri, Santana de Parnaíba, Mogi das Cruzes, Suzano, São Caetano, Santo André, São Bernardo, Vinhedo, atendemos todas as cidades de São Paulo), Minas Gerais (MG), Rio de Janeiro (RJ), Bahia (BA), Paraná (PR), Santa Catarina (SC), Rio Grande do Sul (RS), dentre outras.

    Atendemos todo o Brasil.